segunda-feira, 23 de novembro de 2009

bom dia, saudade

hoje acordei sentindo saudade por causa do sonho. que eu nem lembro mais, esqueci assim que abri os olhos mas ficou aquele mal estar, aquela sensação de 'cadê?'. flashes vindo durante o café, nada claro e nem adianta tentar refazer os caminhos, são apenas imagens desfocadas. só aquela enorme saudade ocupando todos os cômodos da casa, grande, inundando tudo e silenciosa. saudade eu nem sei do quê exatamente, mas que acabou ficando saudade do que eu quis. então comecei a sentir saudade de cheiro, cheiro de marisco, cheiro do cigarro misturado com perfume e cheiro de lírio abrindo na janela. e daí comecei a sentir saudade dos sons de vozes e das músicas e até de ronco de porta e do barulho de passos no corredor, que certa vez tanto me perturbaram e tiraram o fôlego. sentindo saudade de cheiro e som, então caí por lembrar das pessoas, já que elas são feitas disso tudo. mas quando já ia me surgir um rosto para culpar minha saudade, voltou tudo ao início e eu já não lembrava mais de cheiro nem de som de nada, só o tempo ventando na poeira acumulada em mim, só o som do vento batendo no exalar do perfume de flores já secas, só uma saudade imensa eu nem sei do quê.

2 comentários:

  1. è uma Ré menor, shu!

    euehuehe...
    Tô de volta!

    Te amo!

    ResponderExcluir
  2. E ae? Deu certo??
    Testou o ré menor???

    Manda notícias...
    Te amo!

    ResponderExcluir